6 de mar de 2009

Mulheres fazem ato público no centro do Recife

Hoje (06), o centro do Recife foi acordado com um ato público a favor da cidadania das mulheres. A ação foi promovida pelo Fórum de Mulheres de Pernambuco e contou com a participação de várias entidades que lutam pelos direitos da mulher.

A concentração foi as 8h,com um café da manhã, ao lado do Mercado de São José, na praça Dom Vital, em frente a Basílica da Penha. Em seguida, integrantes do grupo de teatro de rua Loucas de Pedra Lilás fizeram uma apresentação de toré, uma dança indígena, cuja música foi dividida em três momentos: no primeiro, as mulheres pregaram a divisão do trabalho doméstico com os homens; no segundo, elas abordaram a questão das relações sexuais e no último a diversidade e os direitos sexuais e reprodutivos. Militantes e pessoas que passavam pelo local participaram da apresentação.

Para uma das coordenadoras do Fórum de Mulheres de Pernambuco, Rejane Pereira, o objetivo desse ato é discutir sobre políticas públicas para as mulheres. "O 08 de março é um momento de rua, de mostrar a realidade. É um dia de luta, de reivindicar os nosso direitos e de dizer que nós não queremos promessas, queremos ação. Nós somos mulheres, somos negras e existimos", concluiu.

Em seguida, foi realizada uma tribuna livre, com espaço para diversas entidades, como a União Brasileira de Mulheres, que afirmou que "nesse 08 de março, o melhor lugar para estarmos é na rua, lutando pelos nosso direitos". Os participantes da tribuna abordaram temas como o impacto da crise mundial na vida da mulher, a desvalorização do trabalho da mulher jovem, a situação da mulher negra no Brasil, entre outros.

A ação também teve a participação de Fátima Barbosa, mãe da corretora de imóveis Taciana Barbosa, grávida de oito, que foi supostamente assassinada pelo namorado. Fátima disse que "esse evento é muito importante, porque acaba apoiando muitas mulheres. Eu mesma tenho recebido muita ajuda de alguns movimentos que lutam pela cidadania da mulher".

As militantes usavam camisas e seguravam faixas com frases sobre a eliminação de todas as formas de violência contra a mulher, os direitos sexuais e reprodutivos e a favor da cidadania da mulher. A ação marcou o encerramento de mais uma edição do Encontro Estadual de Mulheres, promovido pelo Fórum de Mulheres de Pernambuco, que começou na última quarta-feira(04).

Entidades representadas no evento:

- Grupo Curumim
- Grupo Mulher Maravilha
- Articulação AIDS em Pernambuco
- Articulação de mulheres brasileiras
- Gestos Soropositividade, Comunicação e Gênero
- União Brasileira das Mulheres
- Sociedade de Jovens Negras Feministas de Pernambuco,
- Mulheres de Terreiro
- Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais do Nordeste
- Fórum de Mulheres do Araripe
- Grupo de Mulheres Jurema
- Sociedade de Jovens, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário