11 de dez de 2009

Teatro discute impacto ambiental no centro do Recife

Relatório da ONU aponta as mulheres, principalmente dos países pobres, como o segmento mais vulnerável às mudanças climáticas

Amanhã, dia 12, a partir das 8h, esquetes teatrais itinerantes explicarão para transeuntes do centro do Recife o que representa a Conferência Mundial do Clima (COP-15). A iniciativa do Grupo de Teatro feminista Loucas de Pedra Lilás tem como objetivo aproximar do grande público os assuntos que estarão em pauta na COP-15, além propor, de forma bem humorada e ácida, reflexões sobre as propostas de desenvolvimento sob o bojo de programas governamentais como o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Na ocasião, as integrantes do Grupo percorrerão o Mercado de São José, Rua Nova e Rua da Imperatriz.

As apresentações acontecem simultaneamente no Recife e em Copenhagen, na Dinamarca, onde parte das integrantes do Grupo de Teatro que estão participando da Conferência, se unem a outras artistas naturais do México, da Argentina, da Suíça e da Alemanha para apresentar esquetes sobre o papel dos países em desenvolvimento e do primeiro mundo no enfrentamento aos efeitos ambientais provocados pelo aquecimento global. Já no dia 16 de dezembro, as artistas acompanharão o percurso da Marcha Mundial pela Paz e Não Violência, da Praça da Republica até o Marco Zero. O horário: das 17h às 19h.

O Grupo dará um enfoque especial ao impacto do aquecimento global na vida das mulheres. Relatório das Organização das Nações Unidas publicado neste ano aponta que as mulheres, principalmente nos países pobres, compõem o grupo mais vulnerável às mudanças climáticas. Isso porque, no mundo, correspondem a maior parte da força de trabalho agrícola e por terem menos acesso a oportunidades para gerar renda. Elas, segundo o mesmo relatório, administram suas casas e cuidam das famílias, o que diminui sua mobilidade e aumenta sua vulnerabilidade quando ocorrem desastres climáticos".

COP – 15 - A 15ª Conferência Mundial do Clima começou na última segunda-feira (07) e vai até 18 de dezembro de 2009, em Copenhagen, capital da Dinamarca. O encontro é considerado o mais importante da história recente dos acordos multilaterais ambientais pois tem por objetivo estabelecer o tratado que substituirá o Protocolo de Kyoto, vigente de 2008 a 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário