10 de ago de 2009

Parteiras do sertão de Pernambuco recebem capacitação

Parteiras tradicionais dos municípios de Carnaubeira da Penha, Floresta e Manari, no interior do estado, receberão capacitação técnica a partir de hoje (10). A ação é promovida em parceria pelo Grupo Curumim e a Secretaria Estadual de Saúde (SES), e vai até a quarta-feira (12), na cidade de Serra Talhada. As profissionais receberão informações sobre anatomia, fisiologia, incluindo sistema reprodutor feminino e masculino, a dinâmica do trabalho de parto, entre outros temas.

Na ocasião, também será distribuído o kit da parteira, composto por materiais que serão utilizados pela profissional durante o pré-natal e o trabalho de parto das gestantes. A capacitação faz parte do Programa Estadual de Parteiras Tradicionais (PEPT), desenvolvido pela SES, e acontece no Hotel São Cristovão, durante todo o dia.

Para a Coordenadora do Grupo Curumim, Paula Viana, é fundamental que as parteiras tradicionais tenham acesso às informações técnicas. "É importante que a parteira saiba identificar os riscos que uma grávida pode correr tanto no período da gestação como no momento do parto", afirmou Paula. Ela também destaca a necessidade da articulação do trabalho desenvolvido pelas parteiras com a Atenção Básica dos municípios. Essa integração melhora a qualidade do serviço prestado às gestantes e contribui para a diminuição dos casos de mortalidade materna e neonatal.

Durante a capacitação será traçado um perfil das participantes, e essas receberão informações sobre direitos reprodutivos, a importância do pré-natal e cuidados durante a gestação, o trabalho de parto e o pós-parto.

Além de colaborar na implantação de ações relacionas à parteira, desenvolvidas pelo Estado de Pernambuco, o Grupo Curumim desenvolve o Programa Parteira, que propõe e incide nas definições de políticas públicas de saúde para a inclusão do parto domiciliar assistido por parteiras tradicionais no conjunto da atenção integral à saúde da mulher no Brasil.

Dados - De acordo com dados preliminares da Secretaria Estadual de Saúde, Pernambuco possui 853 parteiras tradicionais, das quais 643 estão ativas, isto é, realizam parto domiciliar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário